No ano de 2015, as franquias de informática e eletrônicos, que fazem parte do segmento de Comunicação, Informática e Eletrônicos, segundo divisão da Associação Brasileira de Franchising (ABF), obtiveram um aumento de 6,6% em seu faturamento em relação a 2014, chegando a quase R$ 4,2 bilhões. No período, o segmento também ultrapassou a marca de mais de 3.700 unidades em funcionamento.

No TOP Franquias, você tem acesso às principais notícias, informações e dicas de franquias de informática e eletrônicos.

Ramos

A Sr. Computador, franquia que faz a manutenção e conserto de notebooks e acessórios, pede investimento a partir de R$ 25 mil, sendo uma boa opção de franquia barata, mesmo caso da franquia Guia-se Negócios pela Internet, que lista empresas de serviços de várias regiões. Outra opção no segmento de software é a Vilesoft, uma franquia de comercialização de softwares, com investimento inicial de R$ 75 mil.
Ainda apontando excelentes franquias de informática e eletrônicos, para quem deseja investir no segmento de software, a franquia da Totvs, uma das franquias de softwares e serviços, requer alto investimento inicial: de R$ 440 mil a R$ 900 mil. Em contrapartida, oferece rentabilidade diferenciada aos franqueados, com alta margem de lucro.

A franquia Arquivar, que trabalha com organização de arquivos e documentos em nuvem, é uma boa opção de franquia no segmento digital: o investimento varia de R$ 45 mil a R$ 325 mil, segundo dados da ABF.

O crescimento que o mercado de franquias apresenta é enorme e continua a todo vapor. O segmento de franchising apresenta milhares de oportunidades para quem deseja ser dono do próprio negócio e até mesmo trabalhar em casa, no sistema home based.

Outro ramo em alta é o de franquias de marketing digital, tais como a franquia WEB4BR e WSI, que oferecem investimento inicial atrativo para investidores de primeira viagem.

De acordo com os números divulgados pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), no início de 2016, o setor de franquias apresenta crescimento extraordinário e constante desde o ano de 2005, quando exibia um faturamento de R$ 35,8 bilhões, até uma década depois (com crescimento de 290%) que em 2015 faturou mais de R$ 138 bilhões. Quando se trata de franchising, estamos falando de um mercado absolutamente mais seguro e estável para investidores.

(Fonte: Sebrae)